Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lisboa Reflex

Lisboa em imagens e palavras, entre outras obsessões

Lisboa em imagens e palavras, entre outras obsessões

Lisboa Reflex

22
Jun18

As Gruas de Lisboa

As gruas de Lisboa

 Um dos preços a pagar pelo aumento da actividade económica e da ebulição imobiliária que caracteriza Lisboa nos últimos tempos é o exarcebado atropelo à paisagem urbana, seja qual for o ponto de vista, pela proliferação de gruas que parecem transformar a cidade numa espécie de berçário para coisas feias, potencialmente inestéticas, feitas de metal.

Esta foto, tirada no passado fim de semana, ensinou-me duas coisas:

- Para mim, as gruas estão a ficar naturalmente aceites na paisagem lisboeta, pois nem reparei nestas enquanto fotografava, o que também pode significar que o meu olho fotográfico ainda precisa de muito treino

- É possível - embora seja discutível o interesse - fazer uma integração o mais fotogénica possível das gruas na paisagem urbana de Lisboa. Pelo menos, julgando pelo perfilar acidental capturado nesta imagem.

Entretanto, de forma a dar um ar muito mais criativo à imagem destas estruturas metálicas, a CML poderia muito bem criar um incentivo para iluminar  as gruas com leds durante a noite, criando assim mais um apelativo evento de interesse turístico. Já que não se pode fotografar a Torre Eiffel quando está iluminada, fotografavam-se as gruas de Lisboa. Era espectacular chegar ao miradouro da Graça e ver dezenas de estruturas em L invertido, todas iluminadas - acesas talvez seja mais correcto - criativamente, desde as Amoreiras até ao Terreiro do Paço, a fazerem concorrência ao próprio Cristo Rei. Fica a ideia...

Nota: Comecei por escrever este texto numa perspectiva irónica, mas depois fiquei a pensar...

Sobre o autor

Posts recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.