Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lisboa Reflex

Lisboa em imagens e palavras, entre outras obsessões

Lisboa em imagens e palavras, entre outras obsessões

Lisboa Reflex

14
Jun18

Edição com Color Balance no Photoshop

Com o intuito de ganhar experiência na ferramenta Color Balance do Photoshop, fotografei um pequeno recanto de minha casa que sabia à priori não ter as condições de luz ideais para fotografar.

O resultado foi este:

DSC_8988-1.jpg

 

Tirando as manchas no telefone, provocadas pela limpeza prévia indispensável com os toalhetes húmidos apropriados, a foto nem ficou tão má quanto eu temia. Contudo, o canto superior do tampo do móvel ficou à vista devido a um erro grosseiro de enquadramento e as cores estão demasiado frias, não contribuindo para a sensação de acolhimento que, eventualmente, se pretenderá numa foto deste género.

Com a edição em Photoshop reconstrui aquele canto ao tampo do móvel, optimizei o contraste nas cores primária através da ferramenta Curves e, utilizando o Color Balance, alterei o ambiente da foto. Finalmente, desenhei a vinheta para escurecer as margens de acordo com a foto.

Eis o resultado final, muito mais inspirador, e que demonstra bem o que simples toques de edição podem fazer por uma imagem:

DSC_8988-2.jpg

 

13
Jun18

Fotografia - Editar ou não editar

Embora seja boa prática tentar obter o melhor resultado possível no acto de fotografar, muitas vezes tal não é viável devido a constrangimentos técnicos - lente fixa inadequada, impossibilidade física de bom posicionamento, má qualidade da luz, entre outros - ou apenas por más opções ou outros constragimentos na hora do disparo. É nestes casos que a edição tem uma palavra a dizer. Eu edito sempre as minhas fotografias, até porque fotografo em formato RAW e este formato não tem como objectivo oferecer uma boa fotografia de raiz, uma vez que a principal função do formato RAW é precisamente recolher o maior número de informação em bruto para poder, á posteriori, ser trabalhada.

Este tipo de edição implica o balanço de cores e luminosidade, correcção de distorção e aberrações cromáticas das lentes e, muitas vezes, o reenquadramento (cropping) e nivelamento da linha do horizonte, sempre que se justifique.

Para exemplificar, junto duas versões da mesma foto: a primeira, o original em bruto convertido do RAW, sem qualquer edição. A segunda, uma versão editada e convertida em preto e branco da mesma fotografia. Embora este seja um caso extremo, serve de exemplo para o que é possível e recomendável fazer sempre que esteja em causa a melhoria de qualquer captura de imagem.

Foto original, sem edição e conforme captada em RAW

Foto original, sem edição e conforme captada em RAW 

 

A mesma foto após edição

A mesma foto após edição

 

11
Jun18

A Tentação do Cinema

Rio Tejo, Praia de Santa Iria

 

A fotografia desempenha um papel fulcral na indústria do cinema, não fosse este na sua essência um contínuo de imagens fotográficas a uma cadência tal que nos ilude e nos faz acreditar no movimento. A direcção de fotografia responsabiliza-se por tudo o que tem a ver com o aspecto fotográfico do cinema: qualidade, direcção e intensidade de luz, por um lado, e cor e temperatura de cor, por outro.

No caso da fotografia cinematográfica, acrescenta-se ainda as opções de formato e enquadramento, decisões que no cinema são da tutela do realizador.

Assim, a fotografia cinematográfica pretende recriar um ambiente, uma cena autónoma, como se de um fotograma de um filme se tratasse. Se conseguirmos imaginar que uma determinada foto poderia muito bem ter sido extraída de um filme, então o objectivo foi atingido.

Devo dizer que comecei a dedicar-me à fotografia cinematográfica apenas com o intuito de explorar mais a fundo as diversas técnicas de manipulação de cor que o Photoshop oferece. Contudo, o processo envolvido e os resultados finais têm-me cativado de tal forma que já fotografo a pensar também neste resultado final.

Sobre o autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.